Monday, October 31, 2005

A barca dos amantes

Impassível, Caronte aguarda o desfecho amaldiçoado daquela funesta paixão.

Sunday, October 30, 2005

Hora de inverno

Chamem-lhe o que quiserem. A minha foi outonal, como sempre.

Da inexorabilidade

Tantos anos perdidos, e o melhor que conseguiu foi atrasar o relógio uma hora.

... hguonE

What the hell ... life sucks anyway, even without this blog thing ...

Rewind

Saturday, October 29, 2005

Post do sétimo dia

Saturday, October 22, 2005


Walker Evans | Graffiti: Dead End | 1973-74

Enough ...

I'm tired of this shit. Who am I fooling ... sleep at last ...

Quando era puto não gostava de poesia #4

Agora não me resta mais nada.

No ponto onde o silêncio e a solidão
Se cruzam com a noite e com o frio,

Esperei como quem espera em vão,

Tão nítido e preciso era o vazio.



Arpad Szenes

Sophia de Mello Breyner Andresen
in Poesia | 1944 | Caminho

Friday, October 21, 2005

Auto-estima

Não tenho nenhuma. Nem dinheiro para trocá-lo.

Crítica literária

Na verdade, todos os blogs têm uma escrita datada.

Thursday, October 20, 2005

Hidroterapia

Ele era uma seca mas resolveu tratar-se.

Wednesday, October 19, 2005

Teste III

Para não morrer estúpido, faltava-me ver se também consigo meter música nesta merda. Dito e feito. Agora é suposto aparecer ali em baixo uma daquelas barras tipo "QuickTime player" ou parecido. Claro que é preciso clicar, que a gente por aqui não obriga ninguém a ouvir o que não quer.


The Southland | Influence of Geography | 2005 | RuffWorld



(Gosto de navegar pela net fora e tropeçar em gaj@s e bandas novas de que nunca ouvi falar. Estes tipos, requisitados à pressa para cobaias sem nenhum critério especial para além do modesto e inconsequente "ouve-se bem", moram aqui e aqui.)

O nó do problema

A solução é não desfazê-lo.

Tuesday, October 18, 2005

Estou mais descansado

A neurose é de natureza diferente da psicose, conservando o neurótico a consciência do seu estado mórbido, enquanto o psicótico constrói a sua realidade imaginária do delírio, que ele toma por uma verdadeira realidade.

in Psicologia - Dicionário Temático Larousse | Círculo de Leitores

Retórica gestual

Quando discutiam fosse o que fosse, ela tinha sempre uma resposta na ponta da língua. Um dia, ele beijou-a e deixou-a sem argumentos. Sem saber o que dizer, ela deu-lhe um estalo.

Monday, October 17, 2005

Das palavras

"Para que os pormenores se tornem concretos e ganhem sentido, a linguagem usada deve ser o mais exacta e rigorosa possível. As palavras podem, mesmo, ser tão precisas que pareçam insípidas; porém, se forem bem utilizadas, farão soar todas as notas, em todos os registos"



Raymond Carver (1938-1988)
na contracapa da ed. portuguesa de Call if you need me (Telefona se precisares de mim) | Editorial Teorema

De que falamos quando falamos de amor

— Queres fazer o favor de te calares? — pediu ele baixinho, os seus lábios a centímetros dos dela.

Discriminado

Nunca percebi essa lengalenga da discriminação. No fundo, toda a gente sabe que são sempre elas que escolhem.

Bodas de ouro

Queixavam-se muito do tempo. Ela, que tinha arrefecido nos últimos dias. Ele, que não tivesse congelado quando ela tinha vinte anos.

Sunday, October 16, 2005

Dor de dentes

Alguém quer uma?

(porra, não posso ter um motivo de festejo que não me apareça logo outro a deitar abaixo)

O malfadado errou :)

Saturday, October 15, 2005

Aurora


Sunrise | F.W. Murnau | EUA, 1927

(votei contra a regionalização mas sou o primeiro a invejar os privilégios da capital. farto de assistir a tantas ainda acordado, só queria ver esta numa sala de cinema)

The blue(s) period


Pablo Picasso | The Old Guitarist | 1903/04
Oil on panel | 122.9 x 82.6 cm | The Art Institute of Chicago

Friday, October 14, 2005

Incomodidades

O
Soergueu-se, enfiou a mão direita por dentro das calças e remexeu a genitália. Quando a retirou com uma subtil expressão de alívio no rosto reparou no olhar enojado e reprovador de duas fulanas sentadas na mesa em frente. Encolheu os ombros e voltou a sentar-se. Era sempre a mesma coisa. As mulheres nunca haveriam de compreender o suplício que era ter um pintelho preso e entalado entre a glande e o prepúcio.

Thursday, October 13, 2005

O senhor Tussaud

Fazia uma figura triste quando tirava a cera dos ouvidos.

No leitor de CDs #15

Meaning of loneliness

(...)

Nobody knows the existential dread

Of the things that go on inside

Someone else's head

Whether it be trivial

Or something that Dante said

But baby nobody knows the meaning of loneliness


No matter how well you know someone

You can only ever guess

How can you ever really know somebody else?

It takes more than a lifetime

Just to get to know yourself

Nobody knows the meaning of loneliness


I have to say a word about solitude

For the soul it sometimes they say can be good

I'm partial to it myself I must confess

Nobody knows the meaning of loneliness


Well there's Sartre and Camus, Nietzsche and Hesse

If you dig deep enough

You gonna end up in distress

And no one escapes having to live life under duress

And no one escapes the meaning of loneliness

(...)


(Van Morrison)


Van Morrison | What's Wrong with this Picture? | 2003 | Blue Note

Wednesday, October 12, 2005

Auto-retrato desfocado

Sou tão esquisito que ainda não me decidi entre a esquizotimia e a esquizoidia.

O gago

Pior do que não ter razão, foi ter que engolir tudo o que tinha dito.

Tuesday, October 11, 2005

Já perdemos :(

Lucílio Baptista vai ser o árbitro do FC Porto-Benfica.

Nada de novo aqui

Como o Boris, divertem-me os posts imediatistas e mal alinhavados que aqui escrevo. Como é notório, não comungo do seu talento. Sorte de quem lê, que não me exprima também com a mesma eloquência.

Tudo foi dito cem vezes

Tudo foi dito cem vezes
E muito melhor que por mim

Portanto quando escrevo versos

É porque isso me diverte

É porque isso me diverte

É porque isso me diverte e cago-vos na tromba




Boris Vian in Canções e Poemas | Assírio & Alvim
(trad. Irene Freire Nunes / Fernando Cabral Martins)

(reposição)

O melhor dos dois mundos

Andar sempre na linha e pisar o risco todos os dias.


Paul Strand | Untitled | 1915

Contas

Às vezes sentia o desejo de partilhar o seu tempo com alguém. Mas depois lembrava-se que se assim fosse os dias só teriam doze horas e viveria o dobro ficando sozinho.

Falsos

Os anúncios diziam todos "óptima localização", mas os apartamentos ficavam sempre no cu de Judas.

Monday, October 10, 2005

Da lógica dos elementos

O tremor da terra não é tão mediático como a força da água.

Da fúria dos elementos

Uma vida é uma vida é uma vida.

The dreamers


Eva Green

(era para escrever algo sobre os resultados eleitorais mas já não me apetece. deixo isso para quem, ingénuo, ainda sonha ver a sua autarquia governada com devoção pela causa pública.
enfim, é o que dá deixar a televisão ligada passando o último do Bertollucci depois da maratona informativa ...)

Sunday, October 09, 2005

Bet and win

Vai uma aposta em como compensa ser arguido?

Insone

Para ele todos os dias são noites de reflexão.

Saturday, October 08, 2005

Irreversível


Monica Bellucci


Irreversible | Gaspar Noé | França, 2002

(revisto há pouco na RTP1. ainda há filmes que nos obrigam a ficar em casa. talhado para dividir opiniões. uma actriz corajosa nas mãos de um realizador chico-esperto)

Friday, October 07, 2005

Tempo ainda para mais um post

Almejava a perfeição mas só consegue escrevê-los no imperfeito. O presente que o diga.

Thursday, October 06, 2005

Desnorteado

O magnetismo dela deixava-o sempre a leste.

Wednesday, October 05, 2005

Audiofilia

Não adianta falar disso com as mulheres porque elas não sabem ouvir.

Exigências domésticas

Anda toda eléctrica. Dantes, bastava uma tomada simples encostada à parede. Agora, três no meio do chão já não chegam para as suas necessidades.

Má circulação

Mais uma noite de insónia. A boa notícia é que já deu para sentir os pés dormentes não sei quantas vezes.

Noite de jazz

Festival de Jazz da Alta Estremadura | Mercado de Sant'Ana - Centro Cultural
Leiria, 4 de Out. 22h00



Ravi Coltrane Quartet (EUA)
Ravi Coltrane (sax tenor e soprano) | Luis Perdomo (piano) | Drew Gress (contrabaixo) | EJ Strickland (bateria)

(com bilhete arranjado em cima da hora, não havia que hesitar. belo concerto, bem acima das expectativas, mas o apelido do gajo ainda lhe pesa um bocadito)

Tuesday, October 04, 2005

Marxismo-jardinismo



"He may look like an idiot and talk like an idiot, but don't let that fool you. He really is an idiot"
(Groucho Marx)

(reposição)

Lágrimas de crocodilo


Helmut Newton | Scene from Pina Bausch's ballet "Die Keuschheitslegende" | 1983

Monday, October 03, 2005

O mediador

O cliente estava renitente em fazer o seguro contra todos os riscos. Foi então que resolveu antes segurá-lo pelos colarinhos.

As leis da atracção

Malditas moscas, sempre a importuná-lo.

Circulação dos afectos

Com tanta rotunda, deixou de cruzar-se com os amigos.

Eclipse

Não me interessa. Um panorama sombrio não é novidade para mim.

Clap, clap, clap

Festival de Jazz da Alta Estremadura | Mercado de Sant'Ana - Centro Cultural
Leiria, 2 de Out. 22h00



Dave Holland Quintet (EUA)
Chris Potter (sax tenor) | Robin Eubanks (trombone) | Steve Nelson (vibrafone) | Dave Holland (contrabaixo) | Nate Smith (bateria)

(direi mesmo mais: clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap, clap ...)

Sunday, October 02, 2005

É preciso ter azar

Agora que tem a 1ère Gymnopédie do Satie no toque do telemóvel já ninguém liga à sua melancolia.

Saturday, October 01, 2005

Eye see what you mean, eye feel the same


Ralph Gibson | Bastienne's Eye | 1987