Friday, January 27, 2006

À beira de um ataque de nervos

Vou à sala espreitar a televisão e pasmo, indignado. A RTP1 está a passar neste momento The Big Sleep (À Beira do Abismo) do Howard Hawks numa desenxabida e horripilante versão colorida. Tamanha heresia estética nem sequer me afecta particularmente porque sou um feliz detentor deste clássico título em DVD, no seu magnífico preto e branco original assinado por Sidney Hickox. Mas fico tão fodido com atentados à integridade artística assim servidos por apregoados fornecedores de um autoproclamado serviço público que, fatal como o destino, desato sempre a praguejar sozinho e a escrever caralhadas a torto e direito. E não me chamem purista ou picuinhas ou ainda respondo forte e feio ao atrevido ignorante. Na certa, algum imbecil também defensor das dobragens ...

Vivian (Bacall): "... speaking of horses, I like to play them myself. But I like to see them work out a little first. See if they're front-runners or come from behind... I'd say you don't like to be rated. You like to get out in front, open up a lead, take a little breather in the back stretch, and then come home free ..."
Marlowe (Bogart):
"You don't like to be rated yourself."
Vivian (Bacall):
"I haven't met anyone yet that can do it. Any suggestions?"
Marlowe (Bogart):
"Well, I can't tell till I've seen you over a distance of ground. You've got a touch of class, but I don't know how far you can go."
Vivian (Bacall):
"A lot depends on who's in the saddle."


The Big Sleep | Howard Hawks | EUA, 1946
(não descobri um movie still decente do diálogo acima transcrito e agora estou amarrado a este)