Monday, June 12, 2006

Rest in quê?

"Devias era pensar no teu futuro", atira-me a minha mãe amiúde naquele tom lamentado e recriminatório que todo o filho solteiro se farta de ouvir com o passar dos anos. Estado civil à parte, aproveito a deixa pra pensar no rest(o) do futuro. Até ver, corpo e espírito — ao que dizem, partes interessadas na questão — não se entendem na matéria. Indecision rules. Enterro tradicional ou cremação? Só coisas que me apoquentam, pá.